EM QUE CREMOS

UMA BREVE EXPRESSÃO DA NOSSA FÉ

1. Cremos que a Bíblia é a Palavra de Deus e que é toda inspirada pelo Espírito Santo, sendo assim, infalível e inerrante, constituindo em nossa única regra de fé e pratica (2Tm 3.16; 2Pe 1.20,21).

2. Cremos num único Deus, Criador e Sustentador de todas as coisas (Gn 1; Sl 124.8; Mt 6.26), o qual subsiste em três pessoas: Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo. Cremos que Deus Filho é o Salvador dos eleitos (Lc 2.11; At 5.30,31) e o Deus Espírito Santo é o aplicador da obra redentora do Filho na vida dos eleitos e o Seu capacitador para os ministérios da Igreja (Jo 16.7-11; 1Co 12.1-11).

3. Cremos na total depravação do ser humano que, conforme as Escrituras, já nasceu morto espiritualmente, sendo impossibilitado de realizar a sua própria salvação (Ef 2.1-10; Mc 10.23-27).

4. Cremos que Jesus Cristo é o único meio da salvação para o ser humano, sendo também o único Mediador entre Deus e os homens. A salvação é pela graça por meio da fé pessoal nEle (Jo 3.16; 1Tm 2.5; At 4.11,12)

5. Cremos que somente o Evangelho por intermédio da ação do Espírito Santo tem poder para salvar e transformar a vida do ser humano (Mc 16.15,16; Rm 1.16).

6. Cremos na universalidade da Igreja e que esta é composta por todas as pessoas que foram salvas pela graça e mediante a fé em Jesus Cristo (Gn 12.3; Ap 5.6-10) sendo santificadas pelo Espírito Santo.

7. Cremos na segunda volta de Jesus Cristo, na ressurreição do corpo, na vida eterna e no Juízo final (At 1.11; 1Co 15; Jo 5.24; Mt 12.36).

A fé reformada tem uma série de características e ênfases que conferem aos presbiterianos uma identidade bem definida. Destacamos cinco áreas que são especialmente importantes:

DOUTRINA: Os presbiterianos creem que uma teologia correta, equilibrada e bíblica é essencial para a vida do cristão. Os reformados tem a teologia, mas como um instrumento para nos proporcionar um melhor conhecimento de Deus e do nosso relacionamento com Ele.

• O principal fundamento da fé reformada são as Escrituras Sagradas do Antigo e do Novo Testamento, nossa única regra de fé e prática, contudo, nós presbiterianos adotamos os documentos confessionais de Westminster (Confissão de Fé e Catecismos Maior e Breve) como nossos símbolos de fé. Apesar disso, entendemos que tais documentos confessionais não tem a mesma autoridade que a Bíblia. Eles são aceitos como expressão histórica do nosso entendimento acerca da fé cristã e como um roteiro ou auxílio para o estudo das Escrituras.

CULTO: O reconhecimento da soberania do Senhor e a preocupação com a Sua glória devem ter reflexos sobre o culto, que é a expressão mais visível e central da vida coletiva da Igreja. Calvino acentuou os seguintes princípios para o culto: integridade bíblica e teológica (lex orandi, lex credendi), equilíbrio entre estrutura/forma e essência, inteligibilidade, edificação, simplicidade, flexibilidade e participação congregacional.

• O objetivo principal do culto é exaltar e glorificar a Deus, por isso a necessidade de reverência. O culto também visa suprir necessidades legítimas da congregação, por isso a importância e centralidade da pregação no culto reformado. A pregação autêntica deve ser bíblica, doutrinária e prática. No culto, também deve haver orações e cânticos de louvor e adoração, além da correta administração dos sacramentos.

VIDA COMUNITÁRIA: Os reformados creem firmemente no sacerdócio de todos os fiéis, ou seja, todos os crentes são iguais em sua dignidade e direitos. Não existe distinção entre clero e leigos: Todo crente é um ministro de Deus. Os ofícios instituídos na Igreja (pastor, presbítero, diácono) visam apenas dar maior ordem e estabilidade ao trabalho e suprir necessidades nas áreas de liderança, assistência espiritual e beneficência.

• O sistema presbiteriano é democrático e representativo. Todos os membros comungantes da Igreja tem o direito e o dever de envolver-se nas atividades e decisões da comunidade, participando das assembleias, elegendo oficiais, contribuindo para o sustento da Igreja e seus programas, servindo em diferentes áreas conforme os dons e capacidades de cada um. O conceito do pacto tem muitas implicações para a vida familiar e eclesial.

• A tradição reformada também dá grande valor à participação do crente na comunidade mais ampla, a sociedade, sendo plenamente responsável e fiel em suas atividades e vocações. Deus é o Senhor de todas as coisas; portanto, todas as esferas da vida devem refletir os valores do Seu Reino.

MISSÃO: Os presbiterianos reconhecem que Deus chama os Seus filhos e filhas para uma missão junto à sociedade e ao mundo. Essas missão tem duas dimensões primordiais: Evangelização (expandir o Reino de Deus através da pregação e da obra missionária local, nacional e estrangeira) e serviço (assistir o ser humano em suas necessidades integrais mediante obras de cunho social).

ÉTICA: O cristão é chamado para uma vida de santidade e integridade na sua relação com Deus, com a Igreja e com a sociedade, naquilo que ele é e faz. Não se pode dissociar a ética pessoal da ética social.


Titulo fixo

IGREJA PRESBITERIANA DE CUIABÁ

TEMPLO DA TREZE
Rua Treze de Junho, 148
Centro Cuiabá  | 78005-250

NOVO TEMPLO
Av. Hist. Rubens de Mendonça, 6015
Morada da Serra I Cuiabá  | 78055-000

CONTATO

Fone:  65 3624.4917 
E-mail: secretaria@ipcuiaba.org.br

REDES SOCIAIS

Siga a Igreja Presbiteriana de Cuiabá nas redes sociais.

Copyright © 2015 - Igreja Presbiteriana de Cuiabá - Todos os direitos reservados. Desenvolvimento e-design / crausdesign

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo